Redes Sociais

Líder do PSL na Câmara volta a chamar Bolsonaro de ‘vagabundo’

Publicado em 19/10/2019 às 06:35h

Líder do PSL na Câmara dos Deputados, Delegador Waldir repetiu que o presidente Jair Bolsonaro (PSL), na sua opinião, é “vagabundo”.

Desta vez, o parlamentar xingou o presidente em entrevista ao jornal Estado de São Paulo. Ele justificou o uso da palavra para falar de Bolsonaro.

“Eu não menti. Ele me traiu. Se precisar, eu repito dez vezes. Eu fui um dos quatro votos para ele, contrariando meu partido na época, o PR. Votei no Bolsonaro. Recusei 2,5 milhões de reais em emendas parlamentares na época e vim para o PSL. Andei 246 municípios no sol. Fui chamado de louco ao defender Bolsonaro”, disse.

Waldir ainda acrescentou que mesmo antes da briga com o presidente, ele não era recebido no Palácio do Planalto.

“Ele nunca me recebeu e agora me traiu ao pedir ao Bivar, por proposta do Major Vitor Hugo e do governador de Goiás Ronaldo Caiado, o diretório do Estado. Então, é vagabundo.”


PUBLICIDADE

Top